Poesias e Reflexões

Viewing posts from the Poesias e Reflexões category

Sobre o amor à solidão…

A solidão por vezes é meu melhor amante, é na solidão que eu me encontro e reencanto-me de meus próprios saberes, de meus próprios sabores, de minhas dores e prazeres. Na solidão eu me recolho e em seguida morro para poder renascer assim como a  fênix , que em seu apogeu necessita queimar-se, arder-se em chamas para então virar pó, e das próprias cinzas ressurgir e constituir-se outra vez. Mas não, não como antes, a ave que voa deslumbrante hoje já não é a mesma de outrora, pois a cada morte e nascimento ela se transforma em algo novo, em algo único e ainda mais forte e verdadeiro. Óh solidão das noites escuras, das sombras dos cantos escondidos de minh’alma, fita-me sob o imenso oceano de meu ser, que por vezes e eras é céu, é terra, é fogo e ar que eternamente voa sem nunca estagnar. E num feixe de luz, sou raio, estrela e infinito em meu olhar para outros reconectar.

Tatiana M. Galvão

Meu amor e eu.

O meu amor possui o dom de me incentivar a explorar e desenvolver todo o potencial de minha alma.
O meu amor sabe compreender as necessidades mais profundas do meu Ser.
O meu amor sabe que eu não sou uma constante e por isso aceita minha natureza cíclica e por vezes instável.

Read More

Reflexões com Deus.

Nos últimos tempos, estive um tanto distante de mim e, por incontáveis vezes, eu me emaranhei na confusão do mundo, por ter a ingênua pretensão de poder salvá-lo sozinha…

Read More

Eu me amo e me aceito inteiramente.

Sempre achei minha testa muito grande, estudando MorfoPsicoAnálise, descobri que essa característica é sinal de inteligência e criatividade.
Fui diagnosticada com depressão inúmeras vezes durante a minha vida, descobri que o fundador da Psicologia Positiva sofria de depressão há anos e se curou com seu próprio trabalho.

Read More

A beleza do Feminino

Para minhas estimadas irmãs e também para os homens que sabem amá-las.

Que você aprenda a discernir o que deveras alimenta a tua alma.
Que você aprenda que teu sangue lunar não é impuro e sim é seu sagrado.
Que teu leite jorre para nutrir os que tem fome, pelo tempo que sentires necessário.
Que saibas que teu útero é seu cálice e que tua boca contém o néctar das mais doces palavras.

Read More

O Reencontro

Em parte tudo aquilo que foi, e que jamais será igual novamente, todavia está permanentemente…
O incognoscível vislumbre do teu mais penetrante e cálido olhar, cantado ou recitado aos profanos numa noite sem luar.

Read More

Um Recado do Divino

Eu sou, a fonte de sabedoria dos tempos sem fim, expressa nos livros mais antigos dos templos.
Eu sou, a gota de orvalho, que na aurora do dia se desprende da folha ansiando pela recepção morna da terra.

Read More

Mergulhos da Alma

Posto que, nenhuma pessoa humana deste tempo e dimensão, poderia um dia supor ou compreender a natureza transcendente de minh’alma, confortei-me ao mergulhar nas águas profundas e oraculares de infinitude subjetiva…

Read More