Reprograme-se!
10 out 2017

Reprograme-se!

Somos seres capazes de

10 out 2017

Somos seres capazes de provocar interferência no funcionamento de nossas células, especialmente através do que sentimos e pensamos. Uma vez conscientes dessa possibilidade, podemos intencionar cura e ordem para o nosso organismo.

Se invertermos a perspectiva das coisas, posso dizer que para as nossas células, nós somos como Deus (nas devidas proporções) é para nós, ou seja, uma “Inteligência ou Força Superior” e sendo assim, temos o poder de reprogramá-las para o que nos é mais harmônico.

Podemos, por exemplo, através da meditação, mantras e afirmações quânticas “dar a ordem” de que elas alterem a sua vibração para a frequência do amor, da sabedoria, da paz, da abundância, da felicidade, etc. Médicos e cientistas como Deepak Chopra, Amit Goswami e Gregg Braden são algumas das principais autoridades nesse tema.

A Epigenética vem descobrindo e provando que é possível alterar nossas informações genéticas através de determinados estímulos. Muitas filosofias orientais milenares já afirmavam coisas parecidas, mas só agora estamos retomando certos conhecimentos através da ciência ocidental.

Dentre as maiores referências sobre esse assunto, estão a querida Louise Hay (autora do best seller Você pode curar a sua vida) e Vianna Stibal (canalizadora da técnica Theta Healing), difundiram suas técnicas, após passarem pelo processo de “autocura”; ambas foram diagnosticadas com doenças malignas e irreversíveis.

Em suma, o poder sempre esteve em nossas mãos, Deus nos deu o livre-arbítrio, nós apenas havíamos nos esquecido disso. E se você porventura, ainda possui dúvidas quanto à veracidade de minhas palavras, assim como a dos pesquisadores e estudiosos citados no artigo, melhor ainda!

Sugiro que faça uma experiência séria e comprometida em seu próprio ser: todos os dias converse com suas células orientando-as para os objetivos que deseja, nutra bons pensamentos a respeito de quem você é, e mantenha uma vibração elevada sempre que possível. Faça isso por pelo menos vinte e um dias seguidos e em seguida avalie os resultados.

Torne-se seu laboratório e seja um cientista de si mesmo!

Com Consciência,

Tatiana M. Galvão

Deixar um comentário
Mais Posts
Comentários
Comentário