Mergulhos da Alma
26 out 2016

Mergulhos da Alma

Posto que, nenhuma pessoa

26 out 2016

Posto que, nenhuma pessoa humana deste tempo e dimensão, poderia um dia supor ou compreender a natureza transcendente de minh’alma, confortei-me ao mergulhar nas águas profundas e oraculares de infinitude subjetiva…

Reconheci-me então, no meu mais oculto Eu, e num encontro de amoroso êxtase, de lá, pude enfim retornar; emergindo e ressurgindo, com minha própria luz, com minha própria graça.

Com todo meu peculiar Ser,

Tatiana M. Galvão 

Deixar um comentário
Mais Posts
Comentários
Comentário